18 outubro, 2012

FAMÍLIA: AGENTE DE PRESERVAÇÃO E TRANSMISSÃO DOS PRINCÍPIOS E VALORES BÍBLICOS (1)

Um abençoado texto:

Via Blog do Pr. Altair Germano 



Disse o SENHOR: Ocultarei a Abraão o que estou para fazer, visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra? Porque eu o escolhi para que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do SENHOR e pratiquem a justiça e o juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que tem falado a seu respeito. Disse mais o SENHOR: Com efeito, o clamor de Sodoma e Gomorra tem-se multiplicado, e o seu pecado se tem agravado muito. Descerei e verei se, de fato, o que têm praticado corresponde a esse clamor que é vindo até mim; e, se assim não é, sabê-lo-ei. Então, partiram dali aqueles homens e foram para Sodoma; porém Abraão permaneceu ainda na presença do SENHOR. (Gn 18.17-22, ARA)



Nenhuma outra instituição social é tão relevante na preservação e transmissão dos princípios e valores bíblicos e cristãos do que a família.



A família cristã é nuclear (formada por pais e filhos), patriarcal (a autoridade maior é a do marido que conta com a cooperação da esposa na liderança do lar) e nasce de uma união (casamento) entre homem e mulher (heterossexual), biologicamente assim definidos.



Em nossa sociedade a rede oficial de ensino (municipal, estadual e federal) é laica, ou seja, não defende nenhuma bandeira religiosa, respeitando todas as manifestações de credos religiosos. Sendo assim, o sistema educacional não tem compromisso com a preservação e perpetuação dos princípios e fundamentos norteadores da fé cristã, trabalhando na grande maioria dos casos, através de educadores também descompromissados, contra a própria fé, mediante a disseminação dos ideais pós-modernos e pós-cristãos, dentre os quais o relativismo moral, o niilismos, o pluralismo religioso e outros.



Com o sistema educacional oficial de fora, restam apenas a igreja e a família na condição de agentes que podem cooperar com a valorização da fé cristã.


Um grande equívoco nos dias atuais é conferir à igreja a maior responsabilidade nesse processo, isentando a família de seu papel fundamental e primordial na educação espiritual, moral e social de seus membros. Cada vez menos se fala ou se trata de questões relacionadas à fé nos ambientes familiares, nos lares cristãos. Exatamente onde mais é necessário menos se trata do assunto, e em alguns casos, menos se vive a fé em sua expressão concreta, através de obras e testemunho pessoal.



“Porque eu o escolhi para que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele”



Observamos que Deus escolhera Abraão, que na condição de patriarca e líder de sua família, deveria cuidar da ordem em seu lar. Seus filhos, e também as futuras gerações de sua família deveriam ser alcançadas.



“a fim de que guardem o caminho do SENHOR”



A ordenação de seus filhos e das futuras gerações implicava na preservação do “caminho do Senhor”. É interessante destacar o fato de que na época de Abraão não havia ainda Escritura Sagrada, lembrando aqui que os cinco primeiros livros do Antigo Testamento foram escritos por Moisés muitos anos após a geração de Abraão.



No tempo de Abraão o “caminho do Senhor” era transmitido oralmente de geração para geração, através das famílias. Abraão era descendente de Sem, um dos filhos de Noé (Gn 11.11-26), e possivelmente as histórias da criação, do dilúvio e de Babel lhe foram transmitidas.



Apesar de não haver Escritura, além dos feitos passados de Deus, o “caminho do Senhor” consistia nos planos do altíssimo para o presente e o futuro de Abraão e de sua descendência, manifestos pelo próprio Senhor:



“E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” (Gn 12.2-3)


Era em família que a fé em Deus era compartilhada, e onde a sua vontade era buscada. Nos lares cristãos essa realidade precisar ser resgatada.


“e pratiquem a justiça e o juízo;”


A educação promovida em família por Abraão não deveria apenas contemplar a relação com Deus, mas deveria avançar na direção de melhorar as relações entre os indivíduos, promovendo os ideais de justiça através do reto julgar e agir. A justiça é uma realidade vivenciada nas relações sociais, na convivência entre o “eu” e o “tu”.



A educação em família que a Bíblia incentiva tem por objetivo o homem integral. É uma educação completa para o homem completo. É uma educação para o Espírito, alma e corpo. É uma educação que contempla o ser, o saber, o fazer, o cuidar-se e o relacionar-se.



A educação em família deve assim primar pela preservação, fortalecimento e transmissão da fé, e também pela vivência prática e plena dessa fé, manifesta na relação entre os familiares, e na relação dessa família com as demais famílias que formam a sociedade.



“para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que tem falado a seu respeito”



As promessas do Senhor feitas em graça para Abraão foram condicionadas ao ensino do “caminho do Senhor” para seus filhos e para as gerações futuras. Era preciso aprender e submeter-se para alcançar a plenitude das bênçãos de Deus. Nossa vida, família e futuras gerações serão abençoadas na medida em que o ensino da fé for fortalecido em família, espaço de convivência e das experiências mais marcantes de nossa existência.



TV, internet, estudos, atividades profissionais e outras distrações estão ocupando todo o tempo da família, comprometendo a comunicação no lar, a qualidade de vida, e com isso, o compartilhamento da fé, o culto doméstico, a oração, a leitura bíblica e a adoração. Nossa casa precisa ser um espaço onde o Senhor tenha a primazia, onde a sua Palavra e a sua vontade seja o fundamento de tudo.



Em meio a uma cultura pervertida ou sodomizada, como aquela dos dias de Abraão, é possível além de um intercessor, ser também um agente de preservação e transmissão da fé e dos valores bíblicos e cristãos na vida em família, para que a bênção do Senhor continue sobre nossos filhos, sobre as futuras gerações, e para a glória de Deus.



Natal-RN, 04/10/2012

15 outubro, 2012

Teacher's Day

"Ninguém educa ninguém, ninguém se educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo." (PAULO FREIRE, Pedagogia do Oprimido).

Estou muito feliz pois hoje é meu dia, dia do Professor, da Professora.
Nunca me esquecerei que alguém um dia profetizou em torno de maio do ano de 2011 que eu seria professora. 

Há exatos 1 ano e 45 dias fui nomeada como tal. Graças a Deus por essa pessoa que é o Pastor Ciro Sanches Zibordi (
http://cirozibordi.blogspot.com.br/). Deus lhe abençoe muitíssimo Pastor!


Enfim, muito obrigada por quem acredita em nós teachers.
Parabéns pelo dia aos professores na Igreja, bem como os que passaram por minha vida, pois deixaram um legado inesquecível - cada qual guardo pra sempre em meu coração - e os professores da faculdade que até agora nos suportam... rs
E não poderia deixar de parabenizar meus colegas acadêmicos, futuros Pedagogos!!! Deus vos abençoe!!!








04 julho, 2012

A partícula - descobrindo a causa primeva de tudo

Hoje ouvi sobre uma tal partícula que os cientistas dizem ter encontrado, a qual denominaram "partícula de Deus". 
Há uma louca busca, desenfreada, em tentar descobrir e explicar a origem do universo. Muitas teorias foram desenvolvidas, mas não chegou-se a um consenso. Máquinas já foram usadas para esse descobrimento e nenhum resultado 'esperado' aconteceu.
Não conseguem encontrar a gênese, a causa primeva, o princípio de tudo. Como se Deus necessitasse recorrer a um princípio para criar tudo o que fez... Ei, tire a venda de teus olhos, os tampões dos ouvidos e compreenda que Deus tem o poder de dar forma, tamanho, cor à Sua criação. Ele não precisa de um princípio, "Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez." (Jo 1:3 A Sua Palavra tem todo poder (nEle se encontra todo o poder, pois  é o Todo Poderoso!) e a partir de Sua Palavra, o mundo, o universo, os seres, tudo que há na terra e no céu foi ordenado por Sua Palavra e tudo criou (Gn 1:1; Hb 11:3).
Deus manda e você obedece, mesmo sem notares no dia a dia. Você não tem escape dEle. O Senhor tudo vê, tudo sabe, tudo conhece. Ele quer te dar a verdadeira sabedoria que permite você entender isso e muito mais e se tornar um verdadeiro sábio. Para isso, "... se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." (Rm 10:9) 
Não queira perder tempo se preocupando em esperar para ver se essa tal partícula "funcionará" mesmo...

Um abraço.

Em Cristo,

Francielly Vianna

21 maio, 2012

Judeus celebram a reunificação de Jerusalém


   O mundo judeu está a celebrar Iom Ierushalaim, o Dia de Jerusalém, o 45º aniversário da reunificação da Cidade Santa durante a Guerra dos Seis Dias. Jerusalém faz parte do centro da vida nacional e espiritual do povo judeu desde que Davi tornou-a capital do seu reino no ano 1003 a.C.
   Quando o Estado de Israel foi estabelecido, em 1948, Jerusalém voltou a ser a capital do Estado judeu, apesar de estar divida e ter a parte oriental – incluindo a Cidade Velha – anexada pela Jordânia. Os árabes, então, proibiram o acesso dos judeus às áreas do Monte do Templo e do Muro das Lamentações.
   Durante a Guerra dos Seis Dias, no entanto, o Monte do Templo e o Muro das Lamentações retornaram à soberania judaica pela primeira vez desde o ano 70 a.C., quando os romanos invadiram e destruíram Jerusalém.
   Em junho de 1980, a Knesset (Parlamento de Israel) aprovou a “Lei Básica: Jerusalém”, que determinou que os lugares sagrados de todas as religiões fossem protegidos para evitar profanações, garantindo seu livre acesso e o investimento governamental no desenvolvimento da capital, assim como no bem-estar e na prosperidade dos seus moradores.
   Assista abaixo a um documentário sobre Jerusalém:





Por Jônatha Bittencourt em 20 de maio de 2012 em 
http://noticias.gospelmais.com.br/judeus-celebram-hoje-reunificacao-jerusalem-35340.html

17 maio, 2012

A chama dos ideais

    Do autor russo Leon Tolstoi aprendi a ter um profundo respeito pelo ideal inflexível, absoluto de Deus. Os ideais éticos que Tolstoi descobriu nos evangelhos o atraíram como  uma chama,  embora  seu fracasso em pô-los em prática tenha acabado por esgotá-lo.
  Tolstoi lutou para seguir o Sermão do Monte literalmente, e sua intensidade logo fez seus familiares se sentirem vítimas dessa busca da santidade. Por exemplo, depois de ler a ordem de Jesus para que o homem rico se desfizesse de tudo, Tolstoi decidiu libertar seus servos, doar seus direitos autorais e passou a trabalhar no campo. Sua mulher, Sonya, vendo a segurança financeira da família correndo o risco de evaporar-se, perdeu a paciência e protestou até ele fazer algumas concessões.
    Lendo os diários de Tolstoi, vejo em retrospectiva algumas de minhas próprias investidas rumo à perfeição. Os diários registram muitos embates entre Tolstoi e sua família, mas muito mais numerosas são as lutas desse homem contra si mesmo. Na tentativade atingir a perfeição, ele foi criando novas listas de regras. Renunciou à caça, ao fumo, ao alcool e à carne. Redigiu "Regras para desenvolver a vontade. Regras para desenvolver os sentimentos elevados e eliminar os vis". No entanto, ele jamais conseguia a disciplina necessária para observar suas regras. Mais de uma vez, Tolstoi fez voto público de castidade e pediu quartos separados. Mas nunca foi capaz de cumprir esse voto por muito tempo, e, para sua grande humilhação, as dezesseis vezes que Sonya engravidou anunciam ao mundo sua incapacidade.
    Às vezes Tolstoi conseguia realizar grandes atos de bondade.Por exemplo, depois de um longo silêncio, ele escreveu mais um romance, Ressurreição, aos 71 anos de idade, em defesa dos doukhobors - grupo anabatista então perseguido pelo czar - e doou todos os proventos dessa obra a fim de financiar a emigração dos perseguidos para o Canadá. Além disso, sua filosofia da não violência, extraída diretamente do sermão do monte, exerceu um impacto que perdurou muito tempo após sua morte, tendo descendentes ideológicos como Gandhi e Martin Luther King.
    Segundo todos os critérios de avaliação, a busca de Tolstoi pela santidade terminou em decepção. Resumindo, ele fracassou na prática daquilo que pregava. Sua mulher colocou bem (num relato obviamente distorcido): 

Há muito pouco calor humano genuíno em sua pessoa; sua bondade não provém do coração, mas apenas de seus princípios. Seus biógrafos contarão como ele ajudava os trabalhadores a carregar baldes de água, mas ninguém jamais saberá que ele nunca deu a sua mulher um momento de descanso e nunca - em todos esses 32 anos - deu a seu filho um copo d'água ou passou cinco minutos junto à cama dele para me dar uma oportunidade de descansar um pouco de minhas tarefas.

    As entusiásticas passadas de Tolstoi rumo à perfeição nunca resultaram em nada semelhante à paz e serenidade. Até a hora da morte, seus diários e cartas sempre voltavam ao pesaroso tema do fracasso pessoal, expondo o grande vazio entre os elevados ideias do evangelho e a triste realidade de sua vida.
Leon Tolstoi foi um homem profundamente infeliz. Disparou críticas contra a Igreja Ortodoxa Russa de sua época e mereceu dela a excomunhão. Seus esquemas de aperfeiçoamento pessoal naufragaram todos. Às vezes ele precisava esconder as cordas existentes em sua propriedade e guardar suas armas a fim de resistir à tentação do suicídio. No fim, Tolstoi fugiu de sua fama, sua família, sua propriedade, sua identidade; morreu como um andarilho numa estação ferroviária rural.
    Tendo em vista esses fracassos, o que se pode aprender da trágica biografia de Leon Tolstoi? Li muitos de seus escritos religiosos, e para mim eles são sempre uma fonte de inspiração, devido à reverência dele pelo ideal absoluto de Deus. Tolstoi nos faz lembrar que, ao contrário daqueles que dizem que o evangelho resolve nossos problemas, em muitas áreas - em questões de justiça, questões de dinheiro, questões de raça, questões pessoais de orgulho e ambição - , o evangelho de fato nos traz novos fardos que se somam aos que já temos. Tolstoi levou absolutamente a sério a pergunta de Jesus: "Que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?".
    Não é fácil ignorar um homem disposto a libertar seus servos e a desfazer-se de suas posses só para obedecer a uma ordem de Cristo. Quem dera ele pudesse viver à altura daqueles seus ideais - quem dera eu pudesse viver à altura deles.

YANCEY, Philip. A chama dos ideais, Uma vida infeliz - Sinais da Graça In: Alma Sobrevivente. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. p.p. 136 - . 

05 maio, 2012

Tudo o que é Imprescindível

  Eu preciso do Senhor a me guiar. Necessito de Sua Santa Presença a me envolver, doce Espírito Santo. 

   Quero ser usada em Tuas mãos, ó Deus. Tu és o Todo-Poderoso. 
   Em ti confio, Santo de Israel. Tu és magnífico! Em ti não há erro, não há maldade
                                         Santo, Santo, Santo és! 
   Minha confiança, minha dependência está em Ti. Creio firmemente nas promessas, meu Fiel Senhor Jesus, que nunca me desamparou, nunca falhou. 
   Jamais terei ou Deus como Tu, pois és o Único Deus! 
   Reinas eternamente, Majestoso! Não me deixes que perca tua Santa Presença, mas que sempre me acompanhe para que eu possa viver de acordo com teu querer. 
   Te amo pelo que és, pelo que fizeste, continuas fazendo e vais fazer por mim, Jesus Cristo. Te adoro e somente o Senhor Deus é digno de receber louvor! 
   Que meus dias sempre sejam para viver em comunhão, em realização dos teus propósitos em mim. 
   Se estiveres sempre comigo, Espírito Santo, serei usada para tua glória e é verdadeiramente isso que almejo. 
    Obrigada por poder te sentir enquanto escrevo, 
                e sei muito bem que isso servirá para transmitir
                     tua alegria, teu gozo, tua preciosa paz 
à quem ler. Essa alegria que sinto provém somente de ti, Rei! Usa-me para tua honra. Se eu não servir à Ti aqui na terra, 
                se não levar aos cativos o teu Poderoso Nome,
                                não faz sentido eu viver. 
   Portanto, usa-me Senhor como luz nas trevas, sal nesse mundo sem sabor, sem a Graça, a qual ainda não chegou a todos, (Mas se há manifestado!) a fim de que àqueles que ainda não tiveram o privilégio de, mais do que ter ouvido do Teu Santo Nome, ter a uma comunhão contigo, possam ser cheios desta Maravilhosa Graça. 
   Dá-me intimidade com o Senhor, meu Eterno Jesus, Eu preciso disso, Espírito Santo, para poder caminhar, ir mais adiante. Peço a Ti, pois creio que tens o poder de me fazer melhor, que sejas exaltado! 
   Se um dia eu me calar, recuar, lançar mão do arado, tentar me desfazer do ministério, ajude-me, me dê forças para continuar a realizar a Tua Obra. Almejo que Tuas poderosas palavras nunca permaneçam somente no meu coração, mas que sejam transmitidas, seja através da escrita, por meio da conversação, por sinais, ou mesmo sem palavras... Mas que ela alcance a todo o mundo e com poder! 
   Sou dependente de Ti! 
   Te amo, meu verdadeiro Amor! Me ensina a amar o meu próximo com o Teu Amor! 

   Quero transmitir Tua Verdade, usa-me...

21 abril, 2012

Lua nova no universo moral

    Servindo-se da Torá como ponto de partida, Jesus expandiu a lei na mesma direção, mais do que os fariseus ousaram expandir, muito além do que qualquer monge ousou praticá-la. O Sermão do Monte introduziu uma lua nova no universo moral que, desde o surgimento, tem exercido sua força de gravidade.
Jesus tornou a lei impossível de cumprir para quem quer que fosse e deposi nos mandou cumpri-la. Vejamos alguns exemplos.
    Todas as sociedades humanas da história tiveram sua lei contra o assassinato. Mas não surgiu nenhuma sociedade com algo parecido com a definição expandida de Jesus desse crime: "Eu lhes digo qe qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: 'Racá', será levado ao tribunal".
    Todas as sociedades também têm tabus contra a promiscuidade sexual. Mas nenhuma sociedade jamais propôs uma norma tão rigorosa como Jesus: "Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno".
    Já ouvi apelos pedindo a castração de estupradores em série, mas nunca ouvi uma proposta de mutilação facial devido à luxúria. De fato, a luxúria é um passatempo nacional estabelecido entre os americanos, celebrado em comerciais de jeans e cerveja, na edição anual dos trajes de banho da revista Sports Illustrated e nos vinte milhões de exemplares de revistas pornográficas vendidas a cada mês. "Como soa estranhos aos ouvidos modernos", disse John Updike, " a ideia de que a luxúria - o desejo sexual que brota em nós de modo tão involuntário como a saliva - é em si mesma perversa!".
    Contemplo essas e outras injunções rigorosas do Sermão do Monte e me pergunto como reagir. Jesus realmente espera que eu faça uma doação a cada pedinte que aparece em meu caminho? Eu deveria abandonar toda a insistência nos direitos do consumidor? Cancelar minha apólices de seguro e confiar meu futuro a Deus? Descartar minha televisão para evitar tentações de luxúria? Como será que eu poderia traduzir esses ideiais éticos no dia a dia da minha vida?

O Jesus que eu nunca conheci

Referência Bibliográfica:

YANCEY, Philip. Sinais da Graça - 22 de abril. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. p. 135.

11 março, 2012

Tudo Faz Sentido

   Se engana aquele que afirma que há certas coisas na vida que não fazem sentido. Preste mais atenção em tudo, mais ainda nas pequenas coisas (Podem parecer pequenas para você, mas fazer tanta diferença na vida de outro!). Cuide mais do seu próximo.
   Para todos os acontecimentos há um "Por quê?".
   Esperar, hesitar, estabilizar-se. É uma mescla de sensações. Muitas vezes não há um entendimento do que acontece em volta, e muito menos, de como deve-se portar diante de tudo. Sentimentos vazios, frouxos, deslocados. Uma miscigenação de estados de espírito assolam e maltratam.
   Como livrar-se disso?
   Um mundo de perguntas. Quanto mais vem a vontade de descobrir as coisas, os fatos, a impressão que fica é o de estar afundando no mar da dúvida, enroscando-se cada vez mais num emaranhado de interrogações.
   Mas e aí? Qual a resposta? Como escapar da tristeza? Que caminho tomar?
   Mesmo nos contratempos, percebe-se que realmente até o que parece torto está no lugar certo. Vê-se a perfeição! Se insiste em enxergar com desalento, imaginando que tudo está acabado, sem solução.    
   Consigamos enxergar a maravilha que há depois das dores. Todos ficam ou ficarão com a alma fragmentada em um certo momento da vida. Porém, há um motivo para se alegrar: tudo está no seu devido lugar.
   Vivem em busca da perfeição, procurando dar 'um jeito' em tudo, mas os olhos estão fechados para ver aquela perfeição alí, bem alí. Ela sempre sempre esteve, porém, como querem tudo do seu modo, acabam por perder muito em não notar toda beleza existente.
   Ah! E agora? Quando dá-se conta que foi a própria atitude que causou uma tragédia tamanha pela 'cegueira' - sendo de propósito ou não - quanto à outrém isso torna-se irritável, amargoso e esse sentimento não atinge somente aquele que recebeu a indiferença por parte do que agiu, mas também esse último. O doce torna-se fel.
   Há cura para tais males?
   Todo ser humano tem seus momentos de felicidade e amor, mas também de tristeza e de ira, isso é próprio do ser. A resposta para as angustiáveis interrogações é: entenda que para tudo na vida sempre existe um propósito, um objetivo para cada acontecimento. Talvez no momento em que eu, você estamos passando, não compreendamos o significado das coisas que giram em volta da nossa cabeça, mas mais pra frente, tudo vai se tornar claro, nítido.
   O caminho a tomar, a atitude a exercer é o tal do 'aguardar'. Iremos ver daqui há um certo tempo que aquilo que padecemos agora, vai se tornar em força, em vida lá na frente. Haveremos de descobrir, de um modo ou outro, as coisas virão à tona, quanto ao que está acontecendo hoje conosco.
Com certeza você irá dizer sorrindo:
   "Se eu soubesse o motivo de tudo o que eu passei, não haveria de me tornar inerte frente às adversidades, mas 'aproveitaria' para entender que para tudo na vida da gente há um propósito, sim. Tudo faz sentido!
   Hoje sou mais forte, hoje sou mais feliz e entendo que até o que parece torto está no seu devido lugar."

Que Deus te abençoe!

Um abraço.

Em Cristo,

Francielly Vianna.

10 março, 2012

Casting Crowns - Voice of Truth

Ser Humano

Viva a cada dia como se fosse o último,

diga tudo o que você pensa,

e principalmente não se arrependa de suas atitudes,

todos tem defeitos, todos erram, eu sou um exemplo disso,

erro, errei, e vou errar, como ser humano que sou.


Muitas vezes a gente fala o que não deve na hora da discussão,

mas o ser humano digno, de bom caráter,

sabe reconhecer e perdoar. É um ato de amor.

E quem nunca errou que atire a primeira pedra,

desculpar alguém não é feio, pelo contrário...

é  a melhor forma de demonstrar seu carinho.

Afinal de contas ninguém vive sozinho.

Vanessa Mazetti

21 janeiro, 2012



   Servir a Deus, às vezes, é como ficar parado em um sinal de trânsito que parece estar enguiçado no vermelho. Embora você saiba aonde quer ir e quando deseja chegar lá, enquanto o sinal permanece vermelho, você tem de ficar parado e esperar... esperar... e esperar um pouco mais.


   Algumas vezes, a coisa mais difícil que Deus irá pedir-lhe é que você fique parado naquele sinal vermelho e espere nEle. Visto que o cronograma de Deus nem sempre será igual ao seu, você pode ter de alterar certas expectativas em sua vida e esperar que Deus revele o seu propósito. Quem sabe permanecer um pouco mais naquele emprego que não parece tão ideal, ou romper relacionamentos até que Deus traga a pessoa certa para a sua vida. Esperar irá exigir que você confie no plano de Deus e creia que Ele está trabalhando de modo ativo em sua vida. Descanse em sua graça e olhe para o futuro com esperança, sabendo que Ele o abençoará pela sua obediência a Ele.

Texto extraído da: Revista dos Primários 5/6, CPAD

    Ouça essa canção até o final:

11 janeiro, 2012

O Arrepender-se

Lucas, Capítulo 1.

João, o pregador do arrependimento e a mensagem de salvação

As palavras que João pregava não era segundo seu próprio querer e vontade de dizer o que pensava ser certo ou errado,  mas tinha fundamento bíblico! Ele era a voz do que clama no deserto, cumprindo-se assim a profecia para consolação dita por Isaías (40:3). O primo de Jesus estava preparando o caminho do Senhor pregando sobre o arrependimento.
Sim, a mensagem da cruz parece loucura para os ímpios pois eles não entendem as coisas pelo Espírito, mas tudo natural, como se fosse qualquer filosofia, ao invés de tratar disso espiritualmente.
Aquele que é 'vazio', que ainda não tem Deus em sua vida, "se encherá" da presença de Cristo.
"E se abaixará todo o monte e outeiro". Se penso que sou autossuficiente, a mensagem do arrependimento me fará pensar de novo e reconhecer que nada sou sem o Todo-Poderoso.
"E o que é tortuoso se endireitará". O povo que anda errante, irá agora andar no Caminho.
"Caminhos escabrosos". Seitas e heresias? O mundo está cheio disso, mas a 'estrada' será aplanada, conhecendo a Verdade.

Assim, todos verão a salvação: JESUS!

Quem vos ensinou a fugir? Não há como fugir, muito menos se esconder. Acredite: nem a tentativa de apadrinhamento para 'cobrir' o pecado adiantará. Nunca!
Não fomos nós que escolhemos sofrer por Cristo, mas foi Ele que nos amou para que venhamos a dar fruto. Se tivermos o fruto do Espírito, frutos dignos de arrependimento serão produzidos.
Mas, ainda falando sobre boas obras, se não dermos bons frutos, seremos cortados e lançados no fogo. Minha vontade não é essa. A sua é?
Versículo 10: Metanóia (gr. arrependimento) em ação.
Ajudar os necessitados - uma das leis do Reino.
Publicanos, 'os homens do dinheiro' perguntam arrependidos o que deviam fazer. Eles queriam ser transformados. Há o mesmo desejo hoje em dia? E você, já nasceu de novo? João respondeu-lhes convidando-os para que deixassem a mentira, o pecado.
Os soldados também foram tocados pela mensagem da Graça. João os aconselha a não usarem do poder que tinham para benefício próprio.
O povo estava na expectativa, queriam tirar a dúvida se João era o Cristo. Eram sedentos, famintos do Salvador. O batista responde: Não sou eu o Cristo. Ele somente pregava, mas o Senhor tem poder para salvar.
O pregador ensinava sobre o batismo com o Espírtito Santo, Cristo batiza.
A mensagem "arrependa-se!" ainda fala.

João, o batista, não tinha glória, mas era cheio da graça. Outros por aí estão cheio da 'glória', mas secos da Graça...

Cuide-se!

E para terminar, versículos 19 e 20. É, quem fala a verdade incomoda...

Um abraço.
Jesus te ama!