14 novembro, 2011

Deus pagou toda nossa dívida e juros

Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que, pela sua pobreza, enriquecêsseis. 2 Coríntios 8:9

Muitos homens falam da graça de Deus, mas sabem muito pouco sobre ela. Se um homem de negócios for a um banco para pedir dinheiro emprestado, uns cem dólares, por exemplo, durante sessenta ou noventa dias e se o crédito for aprovado, talvez o banqueiro lhe empreste o dinheiro- caso tenha um fiador. O banco lhe dará o que eles chamam de “três dias de prazo” depois que os sessenta ou noventa dias tiverem vencido. Mas eles farão com que a pessoa que pediu o dinheiro emprestado, pague todos os juros sobre o empréstimo referente a estes três dias, e se não devolver o valor negociado e os juros no dia designado, eles venderão os seus bens. É possível, que eles o expulsem de sua casa e tomem posse dela e de toda a sua mobília.

Isso não é graça, mas ilustra a ideia que o homem tem a respeito de tal assunto. A graça de Deus não só nos livra do pagamento de dívidas, como também dos juros. A graça de Deus nos livra da “multa” do nosso pecado sem qualquer pagamento da nossa parte. Cristo já pagou a dívida, e tudo que temos de fazer é acreditar nEle para nossa salvação.
 
Reflexão:

De que maneira a graça de Deus diferencia da graça oferecida pela maioria das pessoas? Por que graça é uma qualidade difícil de encontrar na maioria dos homens e mulheres?


Fonte: MOODY, O Melhor de D. L. CPAD. Página 22.