24 agosto, 2010

Brasileiro é preso no Egito por carregar bíblias e folhetos




O brasileiro Dagnaldo Pinheiro Gomes, 36 anos, guia turístico, foi preso no Egito na última terça-feira, 17, porque as autoridades daquele país teriam encontrado no carro dele panfletos religiosos e bíblias. Ele está detido no Cairo, capital do Egito, sob a acusação de promover atividades religiosas, o que é proibido pelas leis locais.
A prisão de Dagnaldo ocorreu quando ele levava duas turistas brasileiras para um passeio nas pirâmides. Na quarta-feira, ele falou com a noiva que mora em Balsas, sul do Maranhão, avisando da prisão e de que seria deportado para o Brasil.
O maranhense Dagnaldo Gomes mora há mais de seis anos no Egito. Ele presta serviço para uma agência paulista que leva turistas para o Oriente Médio. O visto de permanência dele no Egito é válido até 2012.
O Itamaraty confirmou a detenção do brasileiro e que as duas turistas, mãe e filha, já foram liberadas. Uma delas já voltou ao Brasil, segundo a agência de turismo. De acordo com o Itamaraty, a embaixada do Brasil no Egito está tomando providências para que o brasileiro seja liberado.

Fonte: Portal AD Alagoas / TV Globo